Vereador diz ter sido ameaçado de morte e registra BO na Polícia

17 de fevereiro de 2020 11:02
Publicado por:
Categorias: Notícias, Política

Toninho de Souza publicou vídeo em suas redes sociais e disse que fará registro de nova ocorrência

O vereador Toninho de Souza (PSD) afirmou ter registrado um boletim de ocorrência em razão de ameaças recebidas por meio das redes sociais nos últimos dias. Ao MidiaNews, o parlamentar afirmou que voltará a procurar à Polícia, ainda na manhã desta segunda-feira (17), em razão de um telefone recebido na noite de domingo (16), no qual uma pessoa o ameaça de morte.

“Eu já havia feito um registro por conta de ameaças mais subjetivas que me foram feitas pelas redes sociais. Ocorre que ontem à noite recebi uma ligação, com uma ameaça mais grave, e vou registrar uma nova ocorrência”, disse.

Toninho afirmou que já identificou o proprietário do número de telefone da pessoa que lhe ameaçou, mas preferiu não adiantar o nome, tampouco como foi feita a ameaça.

O vereador disse que deverá dar mais detalhes sobre o assunto após formalizar a ocorrência.

Eu já havia feito um registro por conta de ameaças mais subjetivas que me foram feitas pelas redes sociais. Ocorre que ontem à noite recebi uma ligação, com uma ameaça mais grave e vou registrar uma nova ocorrência

Sobre as ameaças sofridas nas redes sociais, Toninho disse que elas partiram de apoiadores do vereador Abílio Júnior (PSC), que o culpam pelo processo de cassação do mandato do colega.

Toninho é quem preside a Comissão de Ética da Câmara de Cuiabá, que aprovou o relatório pela cassação do colega. O assunto ainda será avaliado pela Comissão de Constituição e Justiça da Casa e, posteriormente, vai a plenário para deliberação de todos os parlamentares.

Em um vídeo publicado no Instagram no último domingo, Toninho fez um desabafo e criticou a  postura do colega.

“Pela primeira vez vim aqui para falar do caso do vereador Abilio Junior, que tem se exaltado usado as redes sociais para me atacar como se eu fosse o único responsável pelo seu processo de cassação na Câmara de Vereadores. De 25 vereadores, ele escolheu a mim para atacar”, disse.

O vereador relatou, entre outros pontos, que consta no relatório de cassação de Abílio uma live feita pelo parlamentar na qual ele acusa quatro vereadores de terem o ameaçado de morte.

“Nesse item o vereador Abílio não se defendeu dentro do processo, levou suas testemunhas – inclusive vereadores companheiros dele. Ninguém disse que viu alguma coisa em relação a essas ameaças. Ele procurou alguma delegacia para registrar essa ameaça? Não. Nem se defendeu em relação a esse item”, contou Toninho.

“Vou citar um exemplo. Nesses dias agora houve uma incitação do comitê da maldade dessa turma e eu recebi algumas ameaças de morte pelas redes sociais. E qual foi minha atitude? Procurei uma delegacia e registrei um boletim de ocorrência. É assim que se faz quando você tem alguma ameaça à sua integridade física, coisa que não fez o vereador Abílio”, emendou.

“Difamação e calúnia”

Ainda em sua publicação, Toninho de Souza disse que Abílio usa de “rancor, calúnia e difamação” no trato com os colegas.

“Esse é o comportamento dele, muito estranho para um cristão, para um rapaz que cresceu dentro da igreja, não é isso que prega a Bíblia”, disse.

“A pergunta que eu faço é: estou cometendo um crime ao exercer minha função como presidente da comissão? Esse é meu crime, julgar um processo que a minha função é essa? É essa ideia que eles estão tentando passar. Estou aqui para explicar a vocês. Eu apenas cumpri com o meu papel e eu não represento a Câmara Municipal de Cuiabá. Sou apenas um entre 25 vereadores”, concluiu.

Veja o vídeo gravado pelo vereador: