Sem adiantar recesso, prefeita de Chapada demite 40% dos contratados

3 de dezembro de 2019 15:21
Publicado por:
Categorias: Notícias, Política

logo

Depois de ter o adiantamento do recesso de final de ano derrubado pela Câmara de Vereadores, a prefeita de Chapada dos Guimarães (67 km ao norte de Cuiabá), Thelma de Oliveira (PSDB), anunciou a demissão de, pelo menos, 40% dos servidores contratados para contenção de despesa.

Segundo o decreto 73/2019, publicado no Diário dos Municípios de terça-feira (3), por causa da “necessidade de implementar política de contenção de despesas correntes” e tendo em vista que o primeiro decreto com corte de gastos não foi suficiente “para alcançar o equilíbrio fiscal e redução das despesas”, as demissões serão necessárias.

A prefeita determinou a rescisão de pelo menos 40% dos contratos de servidores temporários até quinta-feira (5). Cada secretaria deve apresentar em 24 horas uma lista com esses servidores.

Mesmo na educação serão feitos cortes, sendo recomendado pelo Executivo a manutenção de “uma quantidade mínima de servidores”, o que significa que nessa pasta as demissões não chegarão a 40% do efetivo. Mas, após o final do ano letivo, até os servidores contratados da educação serão exonerados.