Pelo menos 589,4 mil eleitores de Mato Grosso deixaram de votar no dia 15

21 de novembro de 2020 12:13
Publicado por:
Categorias: Notícias, Política

Reprodução

logo

Embasado em dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) registra-se que houve um aumento bastante expressivo no número de eleitores que deixaram de votar nestas eleições municipais em Mato Grosso.

Nos 141 municípios, cerca de 25,4% deixaram de votar, o que representa mais de 589,4 mil pessoas que não participaram do processo democrático.

Tangará da Serra (239 km a Médio-Norte) liderou o maior índice de abstenção com 32,78%.  Em Guarantã do Norte (595 km ao norte) o percentual foi de 31,86%, o que resulta em 6.965 faltantes.

Rondonópolis (212 km ao sul) ficou em terceiro lugar na lista de municípios com a maior taxa de abstenção, contabilizando 109.985 votantes (5.328 nulos e 2.983 brancos) e 45.553 abstenções (29,29%).

Em Sinop (500 km ao norte), também houve um número alto em abstenções. segundo dados do TSE, 27.831 não compareceram, taxa de 28,42%. Já em Sorriso (420 km ao norte), praticamente igual 28,39%.

Nova Mutum (264 km ao norte) teve 28,21% de faltantes, ou seja, 8.255 não votaram.

Serviço

O eleitor que não tiver com o título eleitoral em dia enfrentará alguns problemas como: obter passaporte ou carteira de identidade, receber vencimentos de função ou emprego público correspondentes ao segundo mês após o da eleição, participar de concorrência pública ou administrativa da União, dos estados, dos municípios ou autarquias, inscrever-se em concurso/prova para cargo ou função pública, entre outros impedimentos.

Vale lembrar que o eleitor que não compareceu as urnas no último domingo (15) tem apenas 60 dias para justificar a ausência. A justificativa pode ser feita por meio do aplicativo e-Título ou pelo site www.justifica.tse.jus.br.