MT entra em colapso e não existem mais leitos de UTI disponíveis

7 de março de 2021 08:56
Publicado por:
Categorias: Notícias, Política

Foto: Divulgação

Sistema de saúde não tem como atender novos pacientes em Unidades de Terapia Intensiva

O Painel Epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) demonstra que não há mais vagas disponíveis em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Mato Grosso.

Com o agravamento da covid-19, neste domingo (07.03) a taxa de ocupação das UTIs é de 101,32%, o que significa o improviso de novos 10 leitos para tratamentos de sintomas graves.

Existem 737 pacientes internados em UTIs e 854 em enfermarias, onde a taca de ocupação é de 36,14%. Veja AQUI a íntegra dos dados oficiais.

O colapso no sistema de saúde de Mato Grosso já vinha sido alertado por autoridades médicas e pelo próprio Governo do Estado, que decretou na última semana medidas drásticas para tentar conter o avanço da doença.

Foi instaurado no Estado, por 15 dias, o toque de recolher a partir das 21h, até às 5h. Além disso, atividades comerciais tiveram seus horários reduzidos e a circulação de pessoas após o horário permitido gera multas de R$ 500, e até R$ 10 mil às empresas que descumprirem o decreto.

Em tom de desabafo, o governador Mauro Mendes (DEM) afirmou na última semana que municípios como Confresa e Querência já contam com UTIs prontas, mas não há equipe médica para operá-las.

Segundo ele, o Governo está disposto a tomar todas as medidas necessárias para viabilizar mais UTIs, inclusive de aumentar o valor oferecido aos profissionais de Saúde.

Até a tarde deste sábado (06.03), 260.760 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 5.993 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 814 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado em 24 horas. Dos 260.760 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 10.254 estão em isolamento domiciliar e 242.877 estão recuperados.

VOLTARIMPRIMIRCOMENTAR