MPE está “na cola” de quem se licenciou na AL e teria negociado a verba indenizatória

12 de novembro de 2019 16:41
Publicado por:
Categorias: Bastidores

O Ministério Púbico de Mato Grosso já estaria com provas suficientes para deflagrar mais uma operação para desarticular um novo escândalo na Assembleia Legislativa (ALMT).

Conforme apurado pela Coluna, o caso remete as chamadas Verbas Indenizatórias (V.I) que tem o valor de R$ 65 mil/ mês para cada deputado.

Porém, os deputados que se licenciavam ou licenciam para que os seus suplentes assumam, exigiam o recebimento da VI como condição para abrir espaço para os suplentes.

Tal medida é ilegal já que a VI seria uma indenização para os gastos com o mandato parlamentar.