Federação bate martelo sobre candidaturas ao Governo e Senado na sexta

22 de junho de 2022 15:35
Publicado por:
Categorias: Notícias, Política

Foto: Paulo Henrique Fanaia / Leiagora

Com a definição, o grupo espera receber a visita do presidenciável Luiz Inácio Lula da Silva ainda durante o período de pré-campanha

Leiagora

A federação Brasil da Esperança (PT, PCdoB e PV) se reúne na sexta-feira (24) para bater o martelo quanto às suas pré-candidaturas ao Governo do Estado e Senado Federal. Com a definição, o grupo espera receber a visita do presidenciável Luiz Inácio Lula da Silva ainda durante o período de pré-campanha.
A informação é do deputado estadual Valdir Barranco, presidente do PT em Mato Grosso, que afirma que a questão do Governo do Estado já está bem adiantada. A professora Maria Lúcia Cavalli Neder (PCdoB) deverá representar a federação na corrida rumo ao comando do Palácio Paiaguás.

“Ao governo nós temos dois nomes colocados, do professor Domingos Sávio e da professora Maria Lúcia. Já está bem adiantado já para que o nome seja da professora Maria Lúcia, inclusive, o professor Domingos, num ato de muita responsabilidade e compromisso com o projeto, já declarou que ele estará recuando para apoiá-la”, explicou o parlamentar em entrevista à imprensa nesta quarta-feira (22).

Com relação ao Senado, Barranco disse que ainda não houve uma discussão concreta sobre o assunto. Nos bastidores, contudo, comenta-se que a escolha deve ser pelo nome da primeira-dama de Cuiabá, Marcia Pinheiro (PV), mas ela ainda disputa a indicação com a a professora Enelinda Scala (PT).

“Para o Senado, nós temos o nome da professora Enelinda, o nome do Aluízio Arruda, do PCdoB, e da Marcia Pinheiro, primeira-dama da Capital. Não tratamos de Senado ainda, pretendemos tratar na sexta”, reforçou.

O deputado afirma que a federação tem até o dia 5 de julho para finalizar a composição de todas as chapas, seja majoritária ou proporcional, mas garante que na reunião marcada para esta sexta já será defina essa questão.

“Temos até o dia 10 para apresentar todos os nomes proporcionais e majoritários para a federação nacional, e nós estamos colocando aqui como limite nosso dia 5 para finalizarmos isso. Então, as chapas proporcionais estão bem adiantadas, tivemos uma reunião muito boa ontem com a federação e na sexta teremos uma outra reunião, em que acreditamos que será possível fechar todas as candidaturas”, finalizou.

Imposição

Barranco ainda voltou a dizer que foi uma imposição do pré-candidato à presidência da República, Lula, ter candidatura própria em Mato Grosso e em outros estados brasileiros.

“Teremos candidatura ao Governo do Estado e candidatura ao Senado, o presidente Lula quer, ele quer isso. Ele tem dito que o estado onde o governador não passa de 40%, sendo candidato único, e mesmo com muito dinheiro, ele não admite que não tenha candidato. Ele quer candidatura aqui ao Governo e ao Senado”, completou, afirmando que o presidenciável deverá vir a Mato Grosso após a definição dos nomes.

“Acredito que até a sexta a gente define e ele vai nos convocar para uma reunião onde já traçaremos algumas metas. Ele só está aguardando isso para definir a vinda dele para Mato Grosso”, concluir.