Ex-deputado faz vídeo em frente a PF e garante que não recebeu propina de Silval

21 de julho de 2021 17:33
Publicado por:
Categorias: Bastidores

Foto: Reprodução

O ex-deputado Wagner Ramos (DEM), que foi delatado por Silval Barbosa, sob acusação de ter solicitado propina para aprovar um parecer favorável na CPI das Obras da Copa em 2015, está motivado a disputar novamente a eleição em 2022.

Isso porque segundo o próprio ex-parlamentar, a Polícia Federal concluiu que não existem provas de que o mesmo pediu propina ao filho do ex-governador.

Ramos fez um vídeo na porta da PF nesta quarta-feira (21) afirmando que a justiça devolveu os materiais apreendidos durante a Operação Malebolge e não o indiciou na acusação sobre cobrança de propina.

Alguns aliados do ex-deputado já comentam que ele poderá disputar em 2022 uma vaga de deputado na Assembleia Legislativa.