Emanuel tenta emplacar VLT, para tentar “barrar” Mauro em 2022

23 de janeiro de 2021 09:28
Publicado por:
Categorias: Bastidores

A “batalha campal” que está sendo travada entre Emanuel Pinheiro e Mauro Mendes, extrapola e muito a definição do novo modal de transporte coletivo em Cuiabá. A briga não é apenas para decidir se Cuiabá e Várzea Grande terão VLT, como quer o prefeito, ou o VLT,  como já decidiu o governador. 

O governo do Estado lançou um robusto pacote de obras, dentro do Mais Mato Grosso, com recursos superiores a nove bilhões reais, que irá beneficiar praticamente todas as regiões. 

O VLT estava empacado em Cuiabá e Várzea Grande, desde o final de 2014. Agora o governador tomou a decisão de abandonar a obra e partir para um outro modal. A maior preocupação de Emanuel Pinheiro é que se der tudo certo com o BRT, as chances de Mauro Mendes numa eventual disputa à reeleição vão aumentar de forma considerável.
Eles não vão admitir isso, mas no radar dos dois o  foco é mesmo 2022. Simples assim.