Dono de 5 estacionamentos no centro de Cuiabá, empresário é candidato a vereador mais rico

17 de outubro de 2020 10:00
Publicado por:
Categorias: Notícias, Política

Foto: Reprodução

Olhar Direto

Proprietário de cinco estacionamentos para veículos localizados na região central de Cuiabá, o empresário Rogério Varanda (MDB) é o candidato a vereador mais rico entre os 697 registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pela capital, com um patrimônio estimado em R$ 3,3 milhões.

Além dos estacionamentos, o empresário, que em 2013 foi secretário Municipal de Serviços Urbanos da gestão de Mauro Mendes (DEM), também declarou ter cinco casas em Cuiabá, além de terrenos e oito automóveis.

O segundo candidato com maior valor de bens registrados é o médico Luiz Fernando Guimarães de Amorim (Republicanos), com R$ 3,2 milhões, que inclui uma casa em um condomínio de luxo, uma caminhonete e uma fazenda.

Já a terceira candidata mais rica é a professora universitária e empresária Cristiane Torres Albuquerque (PSB), que listou uma casa de praia no Rio de Janeiro, um automóvel no valor de R$ 100 mil, além de um imóvel em Cuiabá. O total de seu patrimônio, segundo a declaração é de R$ 2,6 milhões.

Único vereador na lista entre os dez candidatos mais ricos, o ex-presidente da Câmara Municipal Justino Malheiros é o quarto mais rico, com R$ 2,5 milhões de bens declarados na Justiça Eleitoral.

O top dez dos candidatos mais ricos a vereador de Cuiabá ainda conta com o médico Maurélio Ribeiro (DEM), com R$ 2 milhões de bens, o professor Frankes (DEM), com R$ 1,6 milhão, o empresário Thiago Mota (PCdoB), também com R$ 1,6 milhão, a psicóloga Elenice Silva (PTC), com R$ 1,5 milhão, o contador Marco Aurélio (SD), com R$ 1,5 milhão e a empresária Nilma da Pesca (Pros), com R$ 1,3 milhão em patrimônio.


Veja candidatos mais ricos a vereador de Cuiabá:

Rogério Varanda (MDB) – R$ 3.326.000,00

Dr. Luis Fernando (Republicanos) –  R$ 3.207.128,20

Professora Cris Torres (PSB) – R$ 2.600.000,00

Justino Malheiros (PV) – R$ 2.500.000,00

Maurélio Ribeiro (Progressistas) – R$ 2.024.541,10

Professor Frankes (DEM) – R$ 1.655.508,39

Thiago Mota (PCdoB) – R$ 1.622.000,00

Elenice Silva (PTC) – R$ 1.577.376,80

Marco Aurélio (SD) – R$ 1.513.263,56

Nilma da pesca (Pros) – R$ 1.344.721,73