Defesa de Emanuel teme pedir que decisão favorável do STJ se estenda ao TJ de MT

24 de novembro de 2021 18:01
Publicado por:
Categorias: Bastidores

Foto: Divulgação/ Montagem

A defesa do prefeito afastado Emanuel Pinheiro (MDB) está com receio de pedir extensão da liminar do presidente do STJ, que suspendeu o seu afastamento na esfera civil, para o afastamento decretado pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), que tem origem na área criminal.

Isso porque uma negativa do Superior Tribunal de Justiça, antes mesmo da Turma das Câmaras Reunidas do Tribunal de Justiça julgar o seu recurso, poderia ser mal interpretada e incentivar a rejeição na Corte Estadual, abrindo caminho para que o STJ recusasse qualquer outro pedido.

Diante disso, parte da defesa de Emanuel defende que o mesmo deva esperar o julgamento do dia 16 de dezembro. Porém, caso o TJ rejeite o seu retorno, um novo pedido só seria analisado após o recesso forense, ou seja, só em fevereiro do ano que vem. Aliás, muitos especialistas acreditam que não será nada fácil ele retomar a sua cadeira no Palácio Alencastro.