Confira o panorama dos preços do milho

28 de outubro de 2020 08:41
Publicado por:
Categorias: Agronegócio, Notícias

Em Santa Catarina, o preço recua um real/saca

Agrolink Logo

No Rio Grande do Sul o preço se manteve em R$ 83,00/saca com base em Ijuí, segundo afirmou a TF Agroeconômica. “Os preços mantiveram a forte alta do dia anterior no Rio Grande do Sul, em cerca de R$ 3,00/saca para R$ 83,00 base Ijuí, Ibirubá e Santa Rosa. Nas demais cidades os preços oscilam entre R$ 80,00 e R$ 75,00/saca”, comenta.

Em Santa Catarina, o preço recua um real/saca para R$ 82,00. “Os preços do milho recuaram R$ 1,00/saca para R$ 82,00 em Concórdia, Joaçaba e no Alto Vale do Itajaí, três das maiores regiões compradoras do estado. Em Chapecó permaneceu em R$ 80,00 e Campos Novos subiu um real para R$ 80,00. Em Mafra subiu 1 real para R$ 76,00/saca. Os preços para o produtor mantiveram-se em R$ 70,00/saca no Alto Vale do Itajaí, subiram um real para R$ 71,00 em Campos Novos, Pinhalzinho com R$ 70,00, Xanxerê a R$ 69,25 e Concórdia, Joaçaba a R$ 68,00”, completa.

No Paraná, os preços mantiveram-se inalterados nesta segunda-feira. “Já no mercado de lotes, os preços spot subiram mais um real/saca para R$ 77,00 em Ponta Grossa e R$ 76,00 em Cascavel, Londrina e Maringá, posto fábricas. Para entrega durante novembro os preços subiram para R$ 70,00. Na Ferrovia, de Maringá, Milho 20 entrega 01/11 a 15/11, pagamento 30/11 – R$69,20”, indica.

No Mato Grosso do Sul, os preços recuaram em algumas praças e subiram em outras. “Principal fornecedor para os estados do RS, SC e SP, o MS negociou 10.000 toneladas da safra 2020 a preços ao redor de R$ 70,50/saca na origem.  Regionalmente, os preços subiram mais R$ 0,50/saca para R$ 69,00 em Caarapó, subiram R$ 2,00/saca para R$ 69,00 em Campo Grande, recuaram R$ 1,50 para R$ 69,00 em Chapadão do Sul, subiram R$ 2,00/saca para R$ 70,00 em Dourados, recuaram R$ 0,50/saca para R$ 70,00 em Maracajú, recuaram 2,00/saca para R$ 6800 em São Gabriel do Oeste e subiram R$ 1,20/saca para R$ 70,00 em Sidrolândia”, conclui.