Com fusão de DEM e PSL à vista, Barbudo afirma que seguirá Bolsonaro para novo partido

14 de setembro de 2021 15:16
Publicado por:
Categorias: Notícias, Política

Foto: Olhar Direto

Olhar Direto

O deputado federal Nelson Barbudo (PSL) afirmou que deixará o partido e seguirá os passos de Jair Bolsonaro, atualmente sem partido, assim que o presidente da República decidir a qual sigla irá se filiar. Segundo Barbudo, o PSL e o DEM, partido do governador Mauro Mendes, iniciarão fusão no próximo dia 21 de setembro e não há “condições” de ficar em um partido que não apoia Bolsonaro.

A fusão já foi confirmada por contados dos presidentes do PSL, Luciano Bivar, e do DEM, ACM Neto. Segundo reportagem da Istoé, o novo partido, que terá maioria no Congresso Nacional, também planeja lançar um nome como ‘terceira via’ para disputar a presidência da República em 2022.

“Eu não estou participando [da fusão] porque sou da banda bolsonarista do PSL e a banda bolsonarista do PSL não comunga com essa fusão, haja vista que o DEM, parece-me, não apoiará Bolsonaro. Portanto nós que somos do PSL bolsonarista não temos condições de ficar em um partido que não apoia o presidente Bolsonaro. Muita gente está esperando a janela e nós estamos esperando a definição do presidente Jair Bolsonaro para nós tomarmos a decisão para onde a gente vai”, afirmou Barbudo ao Olhar Direto.

O parlamentar ainda se vangloriou pelo fato de liderar um ranking dos deputados federais que mais votam com o presidente. “Inclusive votei mais do que a Bia [Kicis, do PSL], do que a Carla [Zambelli do PSL], do que o próprio Eduardo Bolsonaro [também do PSL e filho do presidente] Não sou eu que estou falando, é um ranking dos bolsonaristas e eu estou liderando o ranking como o mais bolsonarista dos deputados, portanto eu devo, com certeza, acompanhar aquele que me trouxe, vamos dizer assim, porque se eu fui eleito eu tive o apoio maciço dos bolsonaristas e eu jamais abandonarei a base bolsonaristas”, garantiu Barbudo.