Chefe do Ministério Público de MT diz que atitudes de Bolsonaro remetem à ditadura

23 de maio de 2020 15:07
Publicado por:
Categorias: Bastidores

Foto: Montagem

O chefe do Ministério Público de Mato Grosso, José Antônio Borges, alerta para um possível ‘auto golpe’ por parte do presidente Jair Bolsonaro.

Em mensagem via rede social, o procurador-geral de Justiça (PGJ), lembra que o atual presidente tenta a todo momento romper a democracia do país.
Antônio Borges ainda lembra que o possível golpe terá o apoio de milícias digitais e armadas, além do chamado Centrão do Congresso Nacional, que hoje se encontra representado por Roberto Jeferson e Valdemar Costa Neto.

Veja a nota na íntegra:

“Essa tensão provocada pelo Bolsonaro desde do início do seu governo em romper com às instituições democráticas construída em 1988 tem um só nome ditadura e não se iludam tem suas milícias digitais e armadas com generais, capitães e patentes menores apoiando esse auto-golpe. Somando a uma crise pandêmica/econômica com tempestade perfeita para darem o golpe. Preparemo-nos para o pior e fiquemos alerta, com Centrão de Waldemar Costa Neto e o Roberto Jefferson dando sustentação. Dias difíceis e o Procurador Geral da República, Augusto Aras, como a Rainha do jogo de xadrez nas palavras do Bolsonaro.
Ass. José Antônio Borges Pereira”