Caiado diz que acabou diálogo com Bolsonaro. Mauro preferiu não criticar.

25 de março de 2020 17:33
Publicado por:
Categorias: Bastidores

Foto: Alan Santos/PR

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, do DEM, fez uma crítica dura nesta quarta-feira, contra o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro. “Não tem mais diálogo com esse homem. As coisas tem que ter um ponto final”.

A declaração chama ainda mais a atenção, porque foi o governador Caiado quem indicou ao presidente o atual ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, muito elogiado pela sua atuação, o que estaria causando a maior “ciumeira” no Palácio do Planalto. 25 dos 27 governadores afirmaram que vão manter as regras de isolamento, apesar do discurso de Jair Bolsonaro que pregou a volta a normalidade, além de fazer referência a uma tal de “gripezinha”.

O presidente foi criticado diretamente por 19 governadores. Mas esta não foi a posição assumida pelo governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, que preferiu não criticar Bolsonaro. Ele se limitou a dizer que vai continuar a restringir o convívio social, mas que não irá proibir nenhuma atividade econômica essencial, desde que obedeçam as regras sanitárias. Mauro Mendes é do mesmo partido de Ronaldo Caiado, o DEM.