BASTIDORES: Supremo suspende julgamento de 6 magistrados de MT que foram afastados pelo CNJ

29 de junho de 2020 16:05
Publicado por:
Categorias: Notícias, Política

Um pedido de destaque retirou de pauta o julgamento de 6 mandados de segurança da 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) envolvendo 6 magistrados que foram aposentados pelo CNJ pelo envolvimento no chamado escândalo da maçonaria.

A retirada ocorreu quando dois ministros já tinham votado para a manutenção da aposentadoria. Já o ministro Gilmar Mendes se deu impedido de votar.

Com isso, ficaram apenas dois ministros para votarem. Porém, com o pedido de destaque, o julgamento foi suspenso.
Os recursos eram de Marcos Aurélio Reis Ferreira, Antonio Horácio da Silva Neto, Graciema Ribeiro de Caravellas, Juanita Cruz da Silva Clait Duarte, Maria Cristina Oliveira Simões e Mariano Alonso Ribeiro Travassos.

Eles foram acusados de desvio de verbas públicas, no montante de mais de R$ 1,4 milhão, com o objetivo de socorrer a Loja Maçônica Grande Oriente do Estado de Mato Grosso.

Os magistrados José Ferreira Leite, José Tadeu Cury, Irênio Lima Fernandes e Marcelo Souza de Barros também foram punidos pelo mesmo esquema.