Balanço mundial de açúcar deve registrar déficit

21 de junho de 2019 17:01
Publicado por:
Categorias: Agronegócio, Notícias

“Isso reforça a impressão que 2019/20 seja mais um ano de maximização da produção”

Portal do Agronegócio

O mais novo relatório divulgado pelo Rabobank, esta semana, indicou que o balanço mundial de açúcar deve voltar a registrar déficit no ano safra 2019/2020. De acordo com o texto, a arbitragem entre açúcar e etanol estreitou mas continua a favorecer o etanol.

“Isso reforça a impressão que 2019/20 seja mais um ano de maximização da produção de etanol, dado que o mix acumulado da safra no centro-sul até o final de maio mostra que apenas 33,4% da cana foi direcionada para açúcar”, diz o relatório do banco.

No entanto, o Rabobank estima que, por ora, pesam nos preços os estoques na Índia e a capacidade do Brasil, ainda no início da safra, “virar a chave para produzir mais açúcar caso o preço subisse acima da paridade de etanol. A situação poderia ficar bem interessante, se o preço do açúcar subir na reta final da safra brasileira, tornando-se tarde demais para o Brasil reagir antes de 2020, e a Índia, mesmo com estoques grandes, teria capacidade limitada para exportar”.

“Em meados de maio, o preço internacional de açúcar recuperou-se, voltando para um patamar acima de 12.0 US c/lp. É difícil atribuir essa movimentação a uma visão de fundamentos mais apertados no futuro – pouca coisa realmente mudou nas últimas semanas. Em vez disso, parece que as chuvas anormais nos EUA em conjunto com preocupações sobre a taxa de crescimento global, provocaram uma saída dos fundos de posições compradas em energia e vendidas em commodities agrícolas. Assim, as cotações futuras de milho, soja e açúcar subiram, enquanto o petróleo despencou”, finaliza.