Assembleia de Deus não gostou nada de usarem o nome da igreja na campanha eleitoral

29 de novembro de 2020 11:49
Publicado por:
Categorias: Bastidores

O intenso debate do Grupo Gazeta de Comunicação que atingiu níveis extraordinários de audiência, segundo a assessoria dos candidatos a prefeito de Cuiabá, protagonizou outro fato inusitado.

Foi muito grande a exposição de questões internas da Assembleia de Deus que sempre foi comandada com mão de ferro pelo Pastor Sebastião, recentemente falecido vítima de COVID 19.

Em uma reunião com os principais dirigentes da igreja, que é bem menos rigorosa quanto a participação de seus membros na vida pública, política e partidária, do que a igreja católica, houveram pesadas criticas contra ambos os candidatos, Abilio Junior (Pode) que é neto do pastor Sebastião e ao prefeito e candidato a reeleição, Emanuel Pinheiro (MDB).