Área e safra de amendoim serão maiores

15 de janeiro de 2021 15:08
Publicado por:
Categorias: Agronegócio, Notícias

Foto: Reprodução

O país espera colher 574 mil toneladas, maior parte em São Paulo

Agrolink Logo

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou o novo balanço da safra de grãos 20/21 e projetou como ficará o desempenho das culturas. Uma delas é o amendoim que tem grande relevância para São Paulo. Na safra passada o grão teve aumento de 49,81% no Valor da Produção Agropecuária (VPA) do Estado.

A previsão é que a área total com a cultura avance 2,9% no país, com um total de 165,1 mil hectares, plantados, principalmente, em primeira safra. Há também uma perspectiva de incremento na produção e produtividade, de 0,1% e 3%, respectivamente. O país espera colher 574 mil toneladas.

São Paulo é o maior produtor. No Estado o cultivo é conduzido principalmente em rotação com cana-de-açúcar e pastagens. O plantio nessas áreas de renovação de cana proporciona à cultura principal, entre outros benefícios, a baixa incidência de infestação de plantas daninhas, além de deixar resíduos de nutrientes no solo, contribuindo para amenizar os custos de implantação dos canaviais. O amendoim também é plantado pela sua tolerância a diversas espécies de pragas, contribuindo para diminuir a quantidade dessas infestações nas áreas plantadas. No caso do plantio em rotação com a cana, é importante que as cultivares sejam de ciclo compatível com a duração do período para a implantação do canavial.

O estado paulista concentra também os demais elos da cadeia agroindustrial do amendoim, ou seja, o beneficiamento, a indústria confeiteira e a indústria de óleo vegetal, concentrando-se a maior produção de amendoim na região de Jaboticabal. Os produtores têm procurado investir na cultura nas últimas safras, tendo em vista que grande parte da produção é exportada para países Europeus e, com um dólar em patamares elevados, o retorno financeiro torna-se bastante atrativo neste momento. O estado paulista deve colher 539 mil toneladas.

Em Minas Gerais, a área de amendoim está estimada em 1,8 mil hectares, motivada pela expectativa de uma ampliação das áreas de plantio de cunho comercial na região do Triângulo Mineiro, com lavouras altamente tecnificadas. Mineiros devem colher 6 mil toneladas, alta de mais de 22%.

No Paraná, a maioria das lavouras são de subsistência, mas há regiões de cultivos de alta tecnologia. A previsão é de uma breve elevação de 15% de área devido ao aumento na demanda pelo produto. A perspectiva é de incremento de produção de 12,5% em comparação à safra de 2019, com 6,3 mil toneladas.

Ainda plantam amendoim os Estados de Mato Grosso do Sul, Bahia, Rio Grande do Sul, Paraíba, Ceará e Tocantins.