Taques tenta se aproximar de Jayme de todas as formas, diz Júlio Campos

O membro da diretoria do DEM em Mato Grosso afirmou que o partido já está articulado com outros partidos para enfrentar Taques

Logomarca2017

Resultado de imagem para taques e jaime campos

Foto: Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Assumidamente na oposição ao governador Pedro Taques, o ex-governador Júlio Campos (DEM) disse que o agora adversário tenta “de todas as formas possíveis” se aproximar de seu irmão, o também ex-governador Jayme Campos (DEM), com medo de uma possível disputa nas urnas, em outubro deste ano. “Nós temos dois grandes nomes para a disputa majoritária, que é o do Jayme Campos e do Mauro Mendes, que sem dúvida alguma causa temor no atual governador, que faz de todas as formas possíveis para tentar aproximar-se do Jayme pra ver se consegue segurar alguma coisinha, algum respaldo do DEM junto a ele”, disse Júlio, em entrevista concedida à Rádio Capital FM, na manhã desta sexta-feira (13).

Mas o democrata afirmou que seu partido já definiu que lançará candidatura majoritária própria, ou seja, contra Taques, o que vem sendo noticiado há algumas semanas pelo Gazeta Digital, com declarações do ex-presidente da legenda, o deputado estadual Dilmar Dal Bosco. “Isso já está definido! No dia em que o Dilmar Dal Bosco, nosso ex-presidente e novo tesoureiro do partido, deixou a liderança do governo, era sinal de que o DEM estava fora da administração estadual e não havia possibilidade de voltarmos a fazer composição com o PSDB, com o Pedro Taques, nas eleições deste ano”, atestou Júlio.

O membro da diretoria do DEM em Mato Grosso afirmou que o partido já está articulado com outros partidos para enfrentar Taques e criticou o fato do governador não aceitar a situação. “Nós estamos reunindo, preparando o partido para a disputa eleitoral e conversando com outros partidos. É pensamento do DEM e o governador tem que entender isso, que nós temos condição de crescer majoritariamente em Mato Grosso”, afirmou.

Campos também criticou o governador por tentar minimizar a força dos Democratas, reduzindo o partido ao nome de Jayme Campos. “Ele finge de morto. Ele quer menosprezar a minha figura, como de outros grandes líderes. Embora o Jayme Campos seja a grande estrela nossa para um dos cargos majoritários de 2018, o DEM hoje já tem um novo controle, dirigentes, nós somos uma comissão provisória de 8 membros ilustres”, destacou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *