Por R$ 2 milhões governo firma convenio com Fundação Getúlio Vargas para Reforma Tributária

13 de julho de 2015 16:39
Publicado por:
Categorias: Notícias, Política

fachada Palácio Paiaguás  e Secretário BrustolinUm convenio entre a Secretaria do Estado de Fazenda e de Desenvolvimento Econômico (Sedec) com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), foi firmado para fazer estudos que servirão de base para a reforma tributária do Estado. O compromisso de campanha do governador Pedro Taques (PDT), a reforma tributária de Mato Grosso vai custar ao Palácio Paiaguás R$ 2 milhões, sendo R$ 1,2 milhão proveniente da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) e R$ 800 mil da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec).

Segundo o secretário da Sefaz, Paulo Brustolin, além da revisão da legislação já existente, a FGV vai auxiliar na elaboração de uma nova disciplina de trabalho de cada um dos setores existentes. Já na segunda, fará uma análise do desenvolvimento econômico do Estado.

O prazo estipulado no contrato de gestão de Brustolin e do titular da Sedec, Seneri Paludo, é para que a proposta seja entregue até o dia 30 de novembro para o governador Pedro Taques (PDT), que vai analisar o projeto de reforma tributária e então encaminhar à Assembleia Legislativa para votação.

Além de com a FGV, segundo Brustolin, o governo tem discutido o assunto com a Assembleia Legislativa, onde uma Câmara Setorial Temática e uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) debatem a questão tributária do Estado. “A Sefaz tem sido altamente demandada pela AL e, em muitos momentos, estamos com servidores tirando dúvidas de deputados e auxiliando nesses trabalhos”, afirma.