PGR destaca que ex-secretário seguiu praticando crimes, mesmo fora do cargo em MT

 

Parecer de Raquel Dodge embasou decisão do STF que manteve prisão

http://www.folhamax.com/

raquel-dodge-paulotaques.jpg

Foto: Reprodução

Para a procuradora-geral da República (PGR), Raquel Dodge, o ex-secretário da Casa Civil, Paulo Taques, “persistiu na atividade criminosa mesmo após deixar o cargo” e que a prisão dele relacionada a “Operação Bereré” está baseada em “sólido conjunto probatório”.
Leia mais