PV dá aval a deputado construir candidatura em VG

Partido fala em projeto alternativo às forças políticas dominantes

Folhamax

taborelli.jpg

Vice-presidente do diretório estadual do PV, o secretário adjunto de Ciência e Tecnologia, Aluizio Leite, confirmou que o partido tem o projeto prioritário de lançar a candidatura a prefeito de Várzea Grande do deputado estadual Pery Taborelli. “O partido planeja crescimento na eleição municipal de 2016 e o deputado Pery Taborelli tem o apoio total do PV para ser candidato a prefeito de Várzea Grande”, revelou.
Leia mais

Com 3 seguranças, juíza chama atenção ao participar de festa em Chapada

Em Mato Grosso, a juíza está à frente dos julgamentos das Operações: Sodoma, que prendeu o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) e seus ex-secretários Pedro Nadaf e Marcel de Cursi, além da Operação Ventríloquo, que prendeu Riva.

RepórterMT

Selma parece manter tranquilidade suficiente para participar do Carnaval, como qualquer cidadão livre. Foto: Reprodução

A juíza  Selma Rosane de Arruda, da Sétima Vara Criminal da capital, responsável pelas prisões dos maiores ‘figurões’ da política mato-grossense, chamou a atenção de quem a reconheceu, passeando pelo Carnaval popular de Chapada dos Guimarães, acompanhada de três fortes seguranças.

Apesar do estilo ‘linha dura’ e da repercussão dos casos julgados por ela, Selma parece  manter tranquilidade suficiente para participar do Carnaval, como qualquer cidadão livre.
Leia mais

“Bezerra passou os últimos dias de 2014 acampado na Sefaz”

Segundo Paulo Taques, cacique do PMDB tinha livre acesso aos corredores do Palácio Paiaguás

Mídia News

O secretário Paulo Taques: Bezerra teria passado últimos dias de 2014 “acampado” na Sefaz. Foto: Marcus Mesquita/MidiaNews

O secretário-chefe da Casa Civil, Paulo Taques, revelou que o presidente regional do PMDB, deputado federal Carlos Bezerra, “acampou” na Secretaria de Fazenda, junto com o ex-governador Silval Barbosa (PMDB), nos quatro últimos dias de 2014.

Assim que assumiu o Palácio Paiaguás, o governador Pedro Taques (PSDB) informou que encontrou na Conta Única do Estado apenas R$ 84 mil. À época, ele já havia declarado que Silval ficou “trancado” na Sefaz nos últimos dias de sua gestão.
Leia mais

TJ não vê excesso, nega HC e mantém ex-governador com duas prisões

Silval Barbosa está preso desde o dia 17 de setembro de 2015

Folhamax

silvalpositivo.JPG

Por unanimidade, a Segunda Câmara Criminal do Tribunal de Justiça negou na tarde desta quarta-feira (10) pedido de liminar em habeas corpus ao ex-governador Silval Barbosa (PMDB), preso desde o dia 17 de setembro por conta da suspeita de integrar um esquema de cobrança de propina para conceder incentivos fiscais às empresas privadas, conforme revelado pela Operação Sodoma da Polícia Civil. O julgamento é referente ao mérito da liminar negada no dia 22 de dezembro de 2015 pela desembargadora plantonista Serly Marcondes Alves. Se eventualmente houvesse a concessão da liberdade, Silval ainda continuaria preso em decorrência de outro mandado de prisão expedido pela juíza da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, Selma Rosane Arruda, em razão da Operação Seven deflagrada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) que o acusa de fraude na compra de uma área pública que deu prejuízo de R$ 7 milhões aos cofres públicos.
Leia mais