Irrigação aumenta produção de leite

10 de setembro de 2019 16:16
Publicado por:
Categorias: Agronegócio, Notícias

logo

Um dos períodos mais difíceis para os produtores, principalmente para aqueles que produzem leite, é de junho a setembro, considerado tempo de seca. Mas, para o produtor Nivaldo Guilherme dos Santos, proprietário do sítio Primavera em Pontes e Lacerda, este ano, com cerca de 3 hectares irrigado, tudo ficou bem mais fácil. Desde 2015, ele faz parte do Senar Tec Leite, programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar/MT). Conta que este foi o 1º ano que irrigou parte do pasto, mas que teve alguns problemas com o sistema de irrigação.

“Compramos ração e, apesar do problema foi mais fácil manter os animais bem alimentados. A irrigação já voltou a funcionar e, dentro de 15 dias, podemos colocar o gado nesta área irrigada”. Com o projeto Senar Tec Leite – Mapa Leite chegando ao fim, a família comemora aumento de 33% na produção mensal de leite e 70,7% na produção diária das vacas em lactação. Nestes 4 anos, muita coisa mudou.

“Quando entramos no programa, a produção era uma mixaria. Agora temos a metade do rebanho que tínhamos e o dobro da produção”. Nivaldo enumera, com orgulho todas as melhorias que fez em sua propriedade depois que passou a fazer parte do programa. “Construímos um alojamento, com banheiro, reformamos a sala de ordenha e a casa onde moramos. Tudo ficou muito mais confortável”.

Para ele, além da gestão da propriedade outro ponto bastante importante foi o piqueteamento do pasto. “Quando comecei tinha 6 piquetes, hoje tenho 82. Aprendi a anotar tudo o que acontece na propriedade. Para isso conto com a ajuda dos filhos e da esposa. Sei o que ganho, o que gasto e onde é preciso investir”. Outro aprendizado muito importante foi a busca de conhecimento para incrementar a produção e a produtividade no sítio.