Clima impacta safra de cana

8 de outubro de 2019 17:45
Publicado por:
Categorias: Agronegócio, Notícias

A moagem deve ser maior mas a qualidade menor

O clima é fator determinante em qualquer safra e para a safra 2020/21 de cana-de-açúcar as condições do tempo mostram que a influência deve ser negativa. No início de julho foram registradas temperaturas abaixo do esperado nas regiões produtoras de São Paulo, com impacto direto no acúmulo de sacarose na planta, essencial para a produção de açúcar.

De acordo com a Agroconsult as variações devem repercutir nos números finais desta safra e na próxima (20/21). As chuvas no início da moagem ajudaram na rebrota da soqueira. “A primavera é um período crucial para o desenvolvimento da cana considerando os índices de vegetação, então eles devem ser observados nos próximos meses, pois poderão demonstrar o potencial que a cana vai entregar na próxima safra. Claro que as chuvas de verão também têm uma grande contribuição nisso, mas é justamente este arranque na soqueira que mostra para a gente o potencial da safra para o próximo ano”, explica o analista da consultoria ,Fábio Meneghin.

De acordo com último levantamento da Conab, nesta safra a área colhida está estimada em 8,38 milhões de hectares, retração de 2,4% se comparada com à safra 2018/19. A produção de cana-de-açúcar, estimada para a safra 2019/20, é de 622,3 milhões de toneladas, acréscimo de 0,3% em relação à safra anterior. A produção de cana-de-açúcar se concentra nas regiões Centro-Sul e Nordeste do Brasil.