Auditoria aponta um rombo superior a 137 milhões de reais no Tribunal de Contas

10 de outubro de 2019 10:05
Publicado por:
Categorias: Bastidores

Uma auditoria interna está apontando um superfaturamento de 137 milhões de reais no tribunal de contas do estado, conforme destacou nesta quinta-feira o jornal a gazeta. O suposto desvio teria ocorrido em contratos de ti, tecnologia da informação, firmados entre os anos de 2012 a 2015.

Estas informações também foram compartilhadas com a polícia federal e com o ministério público federal. os auditores teriam descoberto durante a investigação, que pelo menos 13 contratos celebrados pelo tribunal de contas do estado, indicaram possuir irregularidades gravíssimas, que teriam resultado na prática de superfaturamento.

O conselheiro afastado por suspeita de corrupção do TCE, que é alvo da investigação, José Carlos Novelli, diz que o relatório é nulo, porque teria sido produzido de forma arbitrária. A defesa de José Carlos Novelli informa que a auditoria não teve motivação legal para ser aberta e ainda que os responsáveis pelo trabalho seriam suspeitos, porque teriam omitido na investigação o período em que estiveram à frente da secretaria da tecnologia e informação e atuaram nesse caso como auditores.

De acordo com os documentos da auditoria, o rombo poderia ser ainda maior do que os 137 milhões, já que não foi concluída a análise de tudo que foi encontrado  durante a investigação.