MPE denuncia deputado de MT por contratar servidora que era síndica de prédio no RJ

Gislene Santos Oliveira de Abreu tinha salário de mais de R$ 6 mil e relatórios de presença eram assinados por chefe de gabinete

http://www.folhamax.com/

romoaldo-brabo.jpg

Foto: Reprodução

A promotora Daniela Berigo Buttner Castro, da 9ª Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio e da Probidade Administrativa do Ministério Público do Estado (MP), ofereceu denúncia contra o deputado estadual Romoaldo Júnior (MDB) por manter uma suposta funcionária fantasma em seu gabinete durante os anos de 2011 e 2012.
Leia mais